Alunos Joana 3

Educação em Pacatuba é levada a sério

Desde o início do ano, a nova administração de Pacatuba que tem a frente o prefeito Alexandre Alencar e o vice-prefeito Marcelo Augusto Lima, implantou na Escola de Ensino Fundamental Joana Vasconcelos, o Projeto Educação em Tempo Integral que tem como objetivo desenvolver atividades socioeducativas, simultaneamente com o ensino regular, na expectativa de ampliar oportunidades educativas em benefício da melhoria da qualidade da educação dos alunos do município.

O projeto apresenta impactos positivos sobre o aprendizado dos alunos, além de ter sido aprovado por pais, alunos, professores e pela comunidade escolar. O aluno matriculado permanece das 7 da manhã às 17 horas e recebe três alimentações diárias (dois lanches e almoço).

Na EEIF Joana Vasconcelos estão matriculados 245 alunos em idade entre 6 e 11 anos. Na grade de atividades, além dos conteúdos curriculares, são desenvolvidas oficinas pedagógicas voltadas ao aprendizado de música e instrumentos musicais como violão, e ainda teatro, reforço escolar em português e matemática, oficinas de comportamento social e moral, atividades físicas e esportivas como karatê, entre outras atividades.

Segundo informou o diretor Ednardo, o projeto deu tão certo que existe uma grande procura por vagas na escola, e que a Secretaria de Educação já estuda a ampliação do Projeto para outras escolas municipais a partir do próximo ano.

O Prefeito Alexandre Alencar, afirmou que  a ideia de se implantar uma política de Educação Integral partiu da necessidade de melhorar a qualidade da educação, para assim reduzir um possível fracasso escolar e proporcionando às crianças e jovens novas possibilidades de se desenvolverem.

“Assim que assumi a administração de Pacatuba, solicitei da professora e secretária de Educação Diva Medeiros, que implantasse o projeto numa escola municipal. Acredito que  com a modernidade, a rotina familiar mudou, na maioria das famílias os adultos trabalham o dia todo e é difícil ter um lugar para deixar as crianças. Com o período integral, as crianças estão seguras na escola, aprendendo novas coisas, ampliando seus conhecimentos, melhorando o rendimento escolar.  É um alívio para os pais, que cada vez mais precisam trabalhar o dia todo e não conseguem dar o suporte que os filhos precisam para serem bem sucedidos nos estudos, por isso o projeto vem dando muito certo em Pacatuba, e queremos ampliá-lo para outras unidades escolares muito em breve”, conclui o prefeito.

A secretária Diva Medeiros, disse que o maior desafio é adaptar a estrutura física das escolas que foram projetadas anteriormente para funcionamento em turnos parciais à nova realidade do turno integral, mas, que aos poucos, o município vai conseguir realizar um trabalho que possibilite a ampliação do projeto.

“As crianças ficam o dia todo na escola, com isso gera a necessidade de termos, por exemplo, mais salas, mais banheiros, refeitórios amplos, mais espaços para recreação e realização de atividades físicas e esportivas, nem todas as escolas se enquadram ainda nesta exigência natural, assumimos o desafio e acredito que aos poucos, conseguiremos estruturar os espaços escolares para atender tais necessidades”, comentou a professora Diva Medeiros.

Escola profissionalizante de Pacatuba tem obras retomadas

Além do ensino fundamental, outra preocupação da gestão de Pacatuba é com a formação profissional dos jovens do município, com este pensamento, o prefeito Alexandre Alencar, em contato com a Secretária Estadual de Educação, conseguiu que as obras da Escola de Educação Profissional que estavam paralisadas fossem retomadas no município.

Esta unidade após concluída vai garantir educação de qualidade e capacitar jovens para o mercado de trabalho. Essa nova modalidade de ensino, integra Ensino Médio a Educação Profissional, onde o 1° ano se desenvolverá em tempo integral.

Em suas dependências, a obra conta com salas de aula, salas de direção, centro de multimeios, laboratório de ciências, laboratórios de informática, quadra coberta e áreas comuns. Na unidade serão ofertados cursos  além da educação geral a formação técnica em áreas como informática, enfermagem, turismo e segurança do trabalho, comércio, finanças, entre outros.