Sem título-1

A trajetória do Prefeito Carlomano Marques é comum à de muitos meninos pobres do sertão nordestino. Nasceu em 19/02/1954, sendo o filho caçula do Seu Chagas e da dona Ana, que viviam de agricultura e do comércio de algodão no sítio Tambiá, no sertão do Iguatu, e que em 1957 resolveram – tangidos pelas sucessivas estiagens e desejosos de proporcionarem melhores condições aos 10 filhos – migrar para a capital. A decisão mostrou-se correta e deu bons frutos, pois, em vez de esperarem apenas pela quadra invernosa, passaram a aguardar a formatura dos meninos, o que não tardou: dois agrônomos, três médicos... e por aí vai.

Carlomano iniciou seus estudos já em Fortaleza e sempre se apresentou como um aluno que se destacava pela sua inteligência, vivacidade, liderança e interesse pelos estudos. Era sempre uma referência para seus colegas de classe, mesmo trabalhando para ajudar o pai numa vacaria e, posteriormente, passando por sérios problemas de saúde que limitavam sua locomoção e o deixaram meses confinados a um leito de hospital.

Ainda cursando o cientifico (atual ensino médio), Carlomano trabalhou na gráfica do Curso Equipe e com poucos meses já era reconhecido como o datilógrafo mais ágil e competente. Com pouco tempo, já ajudava os alunos na resolução de listas de exercícios de várias matérias, especialmente Física, Química e Matemática. Nascia aqui o Professor Carlomano, um dos mestres de maior prestígio (ou Ibope, como diziam na época) das décadas de 70 e 80 no ensino pré-vestibular de nosso estado com suas aulas de álgebra, trigonometria e geometria.

Nesta época, Carlomano foi aprovado no vestibular para o curso de Medicina da UFC, o mais concorrido e de difícil aprovação, e o magistério foi vendo aos poucos seu grande professor transformar-se em um habilidoso cirurgião. Concluiu o curso de Medicina em 1982 e logo fez várias residências médicas a fim de especializar-se: Clínica Médica e Cirurgia Geral e Torácica. Como cirurgião, trabalhou em vários hospitais de Fortaleza: UF, HGF, SOS, São Pedro, Nossa Senhora das Graças, Arrumadores, Argentina Castelo Branco, entre outros. Além disso, consultava todos que procuravam, tanto em Fortaleza como em algumas cidades do interior.

Em 1988, candidatou-se a uma vaga na Câmara Municipal de Fortaleza, sendo o 2º vereador mais votado com 6340 votos e assumindo, em seu primeiro mandato, a vice-presidência da Casa. Dois anos depois, em 1990, mesmo os colegas vereadores querendo que ele assumisse a presidência, resolveu colocar seu nome à disposição do eleitorado cearense e candidatou-se a deputado estadual, elegendo0se em 15165 votos. Seu trabalho parlamentar responsável, compromissado e aguerrido fez com que ele se elegesse deputado estadual por sete vezes ininterruptos, sempre com votação crescente, nos anos de1990, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014, a maioria das vezes pelo mesmo partido, o PMDB. Carlomano é detentor de oito mandatos consecutivos, um como vereador e sete como deputado.

Sua vida no Parlamento tem sido marcada por posições firmes em favor da moralidade na administração pública, assentadas em pilares de combatividade e vigilância, além de ser considerado um dos principais oradores da História do Legislativo do Ceará. Na Assembléia Legislativa de nosso estado, já fez parte da Mesa Diretora como 3º Secretário (1999-2000) e presidiu várias comissões: Meio Ambiente e Desenvolvimento do Seme-árido, Seguridade Social e Saúde, entre outras. Foi também membro titular de várias outras comissões da casa, estando sempre no epicentro de discussões que buscam soluções para os problemas de nossa terra.

Muitos projetos de sua autoria foram aprovados na Assembleia Legislativa e se tornaram leis que melhoraram a vida de nosso povo, como podemos ver alguns exemplificados na relação abaixo:

• Projeto de Lei 21/12, que originou a Lei 15308/13 – “Proíbe a exigência de caução de qualquer natureza para internação de doente em hospitais ou clínicas da rede pública ou privada no estado do Ceará.”

• Projeto de Lei 304/07, que originou a Lei 14266/08 – “Determina aos estabelecimentos bancários situados no estado do Ceará a colocação de assentos, nas filas especiais, para aposentados, pensionistas, gestantes e deficientes físicos.”

• Projeto de Lei 112/07, que originou a Lei 14046 – “Institui a obrigatoriedade pela notificação de todo diagnóstico do câncer pelos laboratórios de citologia a anátomo-patologia no Ceará”.

• Projeto de Lei 21/07, que originou a Lei 13901/07 – “Institui a Semana Estadual de Incentivo à Saúde Mamária a ser realizada anualmente no Ceará.”

• Projeto de Lei 305/07, que originou a Lei 14079/08 - “Institui no âmbito do estado do Ceará a Semana de Doação de Órgãos.

Vários projetos de indicação de sua lavra foram aprovados contendo ideias colocadas à disposição do governo do estado e da população cearense, conforme exemplos abaixo:

• Projeto de indicação 34/07 (aprovado em 30/05/07)“Dispõe sobre o favorecimento, pelo estado do Ceará, da doação de cordão umbilical e placentário.”

• Projeto de indicação 259/07 (aprovado em 19/12/07)“Dispõe sobre a isenção do pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos aos doadores de medula óssea”.

• Projeto de indicação 67/11 (aprovado em 14/07/11)“Autoriza a dispensa de licença ambiental para pequenas e médias empresas a fim de que possam contrair empréstimos bancários para custeios agropecuários”.

• Projeto de indicação 58/12 (aprovado em 17/17/12)“Determina que no mínimo 10% (dez por cento) dos empregos oferecidos por pessoas jurídicas com fins lucrativos que tenham sido beneficiadas por incentivo ou isenção fiscal, outorgadas pelo estado do Ceará sejam reservadas a pessoas que procuram o 1º emprego”.

• Projeto de indicação 132/07 (aprovado em 12/07/07)“Dispõe sobre a política de saúde vocal dos professores da Rede Pública Estadual do Ceará”.

Além dos projetos exemplificados acima, encontramos vários outros sobre o Teste do Pezinho, Doação de Córneas, Serviço Voluntário, Cancelamento de serviços prestados de forma continua, Coleta móvel de sangue, Internação domiciliar, Programa Educativo de Combate a Diabetes, Política estadual de uso racional e eficiente do abastecimento público de água, etc.

Carlomano atualmente reside na Pavuna, município de Pacatuba, município pelo qual se afeiçoou e é atualmente o seu principal representante, legitimado pela votação que teve na última eleição proporcional em nosso estado, sendo o mais votado pelo povo pacatubano.